Revendedor

Acabou a farra das distribuidoras!

Artigo escrito por ClubPetro
Por ClubPetro
Criado em 31/07/2018, atualizado em 23/07/2020

Suspeitas de controle dos preços finais dos combustíveis estão três das maiores distribuidoras de combustíveis do país, no Paraná, segundo publicado hoje no portal da Revista Exame.

Na operação comandada pela Polícia Civil do estado, foram expedidos pela Justiça, 8 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão de assessores comerciais e gerentes de três importantes distribuidoras do país, Ipiranga, BR e Raízen, suspeitos de formarem uma quadrilha para controle do preço final dos combustíveis nas bombas dos postos.

Em nota oficial, a Polícia Civil paranaense diz: “A suspeita é que estas distribuidoras controlam de forma indevida e criminosa o preço final dos combustíveis nas bombas dos postos de gasolina com bandeira das distribuidoras, restringindo assim o mercado…”.

Ainda segundo os investigadores, “as três distribuidoras, que detêm juntas quase dois terços do mercado de diesel do Brasil e mais de 60 por cento do de gasolina, impediriam a “livre concorrência” no Paraná”. A BR Distribuidora é controlada pela Petrobras, a Raízen é uma joint venture entre Cosan e Shell, enquanto a Ipiranga pertence ao grupo Ultrapar.

A operação foi deflagrada após mais de um ano de investigação, envolvendo Polícia Civil e Promotoria de Defesa do Consumidor de Curitiba. Os suspeitos responderão pelos crimes de abuso de poder econômico e organização criminosa, com penas que variam de 2 a 13 anos de prisão, acrescentou a Polícia Civil.

Com a investigação, os papéis das três distribuidoras recuaram na Bolsa de Valores.

 

Adaptado do Portal Exame


Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis