metodologia scrum para postos
Revendedor

Metodologia SCRUM para postos de combustíveis: agilidade nos processos

Artigo escrito por Breno Pires
Por Breno Pires
Criado em 03/12/2018, atualizado em 07/09/2020

Ter uma equipe alinhada, motivada e com alta capacidade de execução de tarefas é o sonho de muitos revendedores. O cenário para muitos é a sensação de falta de proatividade e de motivação dos funcionários quando, na verdade, o erro pode estar nos próprios revendedores.

A cobrança exagerada se mostra injustificada. Muitas vezes as tarefas não estão claras para a equipe. Além disso, podem existir cobranças sobre tarefas que não foram solicitadas ou que se juntaram à outras de menor importância. O que é claro na cabeça do gestor pode não ser claro na cabeça do liderado.

Adotamos em nossos postos uma metodologia ágil, chamada de SCRUM. Um processo de melhoria contínua, que vai levar a sua equipe a outro patamar. O nome pode assustar, mas de maneira bastante resumida, consiste em escolher entre as muitas tarefas a serem realizadas, quais delas precisam ser entregues em um curto período de tempo (normalmente 15 dias), e ao final desse período, repetir esse mesmo processo. 

Escolha dentro do seu time qual será a equipe responsável por executar as tarefas selecionadas, dê a liberdade do “como fazer” e acompanhe as entregas. Em nossa rede, supervisores, gerentes e líderes de turno ficam encarregados da realização das tarefas. Conseguimos gerar uma motivação extra em todos, aumentamos o engajamento e o alinhamento de toda a equipe.

Com o SCRUM, seguimos a premissa de que “o combinado não sai caro”. A equipe tem a liberdade na execução das tarefas por 15 dias e a lista precisa ser zerada ao final desse período. Tarefas não cumpridas precisam ter explicações claras dos motivos que levaram ao não cumprimento. Além disso, reduzimos a insatisfação dos funcionários acabando com a cobrança sobre tarefas que não foram escolhidas para serem realizadas no período.

Trazer os colaboradores para perto é uma tarefa fácil, colher dos colaboradores tarefas que devem ser realizadas é o primeiro passo para implantar uma gestão mais coparticipava. Quem está na ponta pode contribuir muito com a gestão do seu posto. O seu papel como revendedor é juntar todas as sugestões de tarefas que surgirem e priorizar quais devem ser realizadas.

A implantação da metodologia pode parecer complicada, mudar um modelo de gestão que vem sendo praticado há anos tira alguns fios de cabelo da cabeça, mas a recompensa de ter uma equipe com senso de dono, que sugere tarefas, ajuda na priorização e as realiza dá a nós, revendedores, a capacidade de focar em outras tarefas que antes a falta de tempo não deixava.

Persistência, tranquilidade e método são atributos chaves para o sucesso do novo modelo de gestão. Os primeiros ciclos podem ser desanimadores, até chegar à quantidade de entregas que o time consegue realizar, passam alguns ciclos. Fazer a rotina de reuniões quinzenais para quem não tem nenhuma rotina de reuniões é um desafio. Seguir a metodologia a risca algumas vezes pode ser difícil, mas ela deve ser o guia para a implantação do modelo de gestão.

É preciso criar um ambiente completo de gestão colaborativa. Implantar um modelo de gestão ágil, com tarefas precisamente priorizadas e definidas é o primeiro passo para uma gestão mais profissional e com melhores resultados. Falaremos em breve de outras metodologias que utilizamos na gestão dos nossos postos e que tem conseguido melhorar muito a nossa gestão.


Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis