valores a vacuo
Revendedor

Transporte de valores a vácuo: uma opção contra criminalidade

Artigo escrito por Ricardo Pires
Por Ricardo Pires
Criado em 17/01/2018, atualizado em 27/07/2020

Todo revendedor tem muito receio, medo e cuidado em relação ao envio de valores para o cofre do posto. O posto de combustíveis é um estabelecimento muito visado por bandidos, pelo alto valor em dinheiro que possui. Há aproximadamente 10 anos contratamos para nossos postos uma empresa especializada em envio de valores via tubo de PVC, no modelo pneumático, popularmente conhecido como transporte de valores a vácuo, reduzindo assim o acúmulo de grandes quantias em dinheiro na pista.

Neste modelo, o frentista insere o dinheiro dentro de uma cápsula, que é colocada em tubo PVC. Aciona um botão e um motor que se encontra do outro lado do tubo, normalmente próximo ou dentro do cofre, é acionado. A velocidade que a cápsula percorre dentro do tubo chega 10 m/s, uma operação rápida e segura.

As cápsulas ficam armazenadas no fim de curso. A tesouraria do posto abre a cápsula, recolhe os valores e a deixa disponível para ser utilizada novamente. Atualmente, há um novo modelo disponível, o cofre inteligente, em que o frentista deposita os valores e recebe um recibo com o valor depositado. É seguro, prático, mas ainda muito oneroso para o revendedor.

E mesmo com os altos investimentos em segurança, infelizmente nós revendedores ainda ficamos expostos à criminalidade. Por isso, além dessas boas práticas para transporte ou armazenamento de valores, nós revendedores  em conjunto com a Polícia Militar, implantamos uma medida simples: todos os postos de Itabira, interior de MG, têm um aviso em formato de topo de bomba ou adesivo, solicitando o desembarque e retirada do capacete pelos motociclistas. Com essa medida, reduzimos em 92% o número de assaltos nos postos.


Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis