Revendedor

Incerteza para revendedores com recuo da Petrobras

Artigo escrito por Ricardo Pires
Por Ricardo Pires
Criado em 15/04/2019, atualizado em 09/07/2020

Na última quinta-feira, o governo Bolsonaro tomou uma medida inédita, até então: a Petrobras havia anunciado o reajuste do diesel nas refinarias na quinta-feira (11), mas recuou à noite, após Bolsonaro telefonar para o presidente da petroleira questionando o percentual.

Essa atitude criou clima de instabilidade no mercado financeiro, com queda das ações da Petrobras em mais de 8% e incerteza para revendedores. Tal atitude foi recebida negativamente, uma vez que o Presidente garantia, anteriormente, independência da Petrobrás.

Alívio para uns desespero para outros…

Nesse dia, eu estava no Encontro de Revendedores do Minaspetro e ouvi dos revendedores, na parte da tarde, o desânimo pelo aumento do Diesel. A noite, ouvia o alívio de alguns pelo recuo da Petrobrás e desespero de outros, daqueles que foram ágeis ao realizar grandes compras para encher os tanques. Um revendedor em específico, proprietário de uma rede, me disse que havia comprado 200 m³ de Diesel, iria manter o valor antigo por uns dias para fazer volume e ganhar na escala. Estava desesperado, pois havia comprado tal quantidade, que não cabia em seus tanques e, por isso, precisava girar o estoque rapidamente para pagar o combustível na segunda-feira (15) – que chegou! Infelizmente, muitos revendedores fizeram o mesmo.

O que esperar?

A incerteza para revendedores agora vai dominar o mercado. Será que esse recuo ocorrerá novamente? A Petrobras terá que pedir bênção ao governo federal? Fica complicado, a partir de agora, tomar algumas estratégias como aquela adotada pelo revendedor e citada anteriormente. O revendedor é um lutador e não contava com mais essa incerteza. A margem é baixa. Cada centavo é importante e uma compra exagerada pode estourar o fluxo de caixa.

Estamos encurralados. Nossos clientes estão insatisfeitos com os preços, o barril de petróleo não para de subir, o etanol está cada dia mais caro e nosso presidente não nos dá segurança. E agora, quem poderá nos defender?

COM NOSSO PROGRAMA, VOCÊ CONTROLA SEUS INDICADORES NA PALMA DA MÃO. AGENDE UMA APRESENTAÇÃO!


5 respostas para “Incerteza para revendedores com recuo da Petrobras”

  1. Todo mundo querendo sugar o sangue dos brasileiros, como vampiros criminosos! A realidade mostra que não há necessidade, de aumentar preços de nenhum combustível! O que existe é assalto, roubo nos bolsos do consumidor brasileiro!

  2. Avatar Ricardo Menezes disse:

    Acho que está mais do que na hora dos revendedores se unirem e buscarem a aprovação do projeto de lei que autoriza o auto serviço no país. Além da questão custo, os riscos à saude de funcionários que hoje somos obrigados a contratar e submeter-los a condições de risco à vida segundo o próprio Ministério do Trabalho! Exposição ao Benzeno! Isso é o pior de tudo!
    Obviamente, essa migração deverá ser gradual, com auxílio a recolocação desses profissionais no mercado.
    É melhor para o frentista, que se livra dessa exposição ao benzeno e é requalificado profissionalmente!
    É melhor para a população, que terá redução de custos no abastecimento!
    É melhor para o revendedor, com redução de custos e provisionamento de passivos!

  3. Avatar JOÃO MANOEL disse:

    No nosso estado , ES, a distribuidora Ipiranga segurou o diesel na semana do aumento e depois da trapalhada ficou tudo liberado.
    Este mercado de combustível é uma vergonha nacional.

  4. Avatar Paulo Corrêa disse:

    Caro Amigo Ricardo Pires

    Temos ou, deveríamos ter, em nossa cadeia produtiva, quem realmente deve ou deveria, estar preocupando-se com os preços suas variações, reajustes, estoques reguladores, relações com distribuição e produtor, que são os verdadeiros responsáveis pela qualidade da logistica distributiva dos produtos. Os nossos “Distribuidores”.

    Como revendedores somos os responsáveis pelo o que temos de mais importante e sensível nesta já citada “cadeia produtiva”. Nós, revendedores não produzimos nem distribuimos o petróleo. Somos os responsáveis pelo atendimento ao “cliente”.

    Não podemos trabalhar com variáveis sobre as quais não temos controle. Somos apenas “donos” de pequenas franquias, mesmo que em grandes números por alguns franqueadores, mas temos margens limitadíssimas, e administramos apenas lucros operacionais limitados, para atender de forma digna o “ente” mais importante do sitema, o Cliente.

    Deveríamos sim, nos preocuparmos com o “cliente de vizinhança” que hoje é cada vez mais, erroneamente atendido pelo distribuidor, numa tentativa insana e suicida de conquistar um mercado sem a nossa participação.

    Caro amigo Ricardo, a sua voz é muito importante e precisa ser ouvida por todos desta cadeia produtiva!

    Paulo Corrêa

  5. Avatar Everaldo Rosa disse:

    Eu geralmente sou daqueles que prefere ouvir ou ler e guardar para mim mesmo o entendimento daquilo que ouvi ou li, mas após ler esse artigo me senti aguçado a expor meu posicionamento. Eu sinceramente acho que o governo tomou uma atitude, talvez mais adiante vejamos que não foi a mais correta mas tomou uma atitude, se não tomasse estaríamos ouvindo “Poxa, mais um aumento no preço do combustível, e cadê o nosso presidente que não faz nada” ou talvez teríamos o início de uma nova greve dos caminhoneiros que acredito que tenha sido um transtorno para todos mesmo. Outra coisa que me chamou a atenção foi quanto ao coitadinho do revendedor que antecipou a compra do diesel por conta do aumento e depois o diesel não subiu, será que esse revendedor é um “calça branca”? Provavelmente não porque ele é proprietário de uma rede de postos e deve estar calejado com o mercado de combustível e sempre que tem aumento nos preços os GTs avisam para que estoquem produto e também não é a primeira vez que se recua no aumento dos preços. Lendo a matéria, parece que toda essa incerteza que o revendedor vivencia a anos, começou no dia 1° de janeiro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis