reduzir custos
Fidelização, Finanças em Postos de Combustíveis, Gestão, Descomplicando a Revenda

7 dicas para reduzir custos em Postos de Combustíveis

Artigo escrito por Dawisson Lage
Por Dawisson Lage
Criado em 17/01/2020, atualizado em 03/07/2020
Sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo?
Posto de combustíveis

Crise econômica, concorrência acirrada e a necessidade de economizar para manter o negócio são fatores que exigem uma atenção especial para reduzir custos em Postos de Combustíveis.

A experiência para gerir as receitas e as despesas é um aspecto que influencia no desempenho de uma empresa que não pode cometer erros primários, como adquirir mercadorias que não pode pagar, por exemplo. Cometer esses tipos de erros trará dificuldades em quitar outras despesas obrigatórias e diminuirá a capacidade de investir no crescimento.

Se você está focado em fazer uma boa gestão financeira, analise as 7 dicas para reduzir custos em Postos de Combustíveis que apresentamos a seguir. Continue a leitura abaixo. Ou, se preferir, escute o artigo clicando no player ou assistindo o vídeo.

1. Tenha atenção com o fluxo de caixa

O primeiro passo para não perder o controle do orçamento é acompanhar o fluxo de caixa. Nenhum Posto de combustíveis sobrevive caso o gestor não tenha o domínio dos recursos que entram e saem do caixa.

Portanto, é essencial registrar os gastos fixos que englobam diversos itens, como:

  • Impostos.
  • Salários dos funcionários.
  • Contas de luz e de água.
  • Aluguel.
  • Encargos sociais.
  • Investimentos em equipes.
  • Compra de combustíveis.
  • Outras despesas.

2. Invista em tecnologia

Gerenciar as despesas com planilhas do Excel é uma medida que deve ser evitada ao máximo. Isso porque, é alto o risco de preencher alguma informação de forma equivocada ou de esquecer de registrar algo. Esses erros fazem com que o gerenciamento das finanças fique prejudicado.

Ao investir em um sistema de gestão financeira, o posto terá mais condições de verificar os gastos por período e por item (combustível, equipamentos etc.). Assim, é mais fácil avaliar como as despesas podem ser reduzidas e como utilizar o dinheiro para pagar as contas em dia. Contar com informações confiáveis e atualizadas é essencial para escolher as melhores alternativas para cortar gastos.

3. Separe as contas pessoais das empresariais

Muitos podem até não acreditar, mas é comum os revendedores usarem os recursos financeiros do posto para pagar despesas pessoais. Essa é uma postura que afeta negativamente a gestão financeira do posto.

Por exemplo, imagine que um Posto de Combustíveis reservou R$ 5 mil para investir em treinamentos para os funcionários. Porém, um dos sócios resolveu pegar 30% desse dinheiro para quitar dívidas de cunho pessoal. Nesse caso, o posto não terá condições de investir como deveria para melhorar os serviços.

Isso vai fazer com que os empregados não tenham os recursos necessários para aprimorar os trabalhos, o que pode influenciar na qualidade do atendimento, na atração e retenção de clientes e no crescimento das vendas.

Quando o revendedor usa o dinheiro do posto para pagar as despesas da família, ele faz com que a empresa tenha mais dificuldade para quitar os gastos fixos e os variáveis. Para um negócio ser bem-sucedido, é crucial ter um bom controle dos pagamentos.

4. Faça um planejamento financeiro

Em um momento de crise econômica, por exemplo, é necessário ter muita responsabilidade para não contrair dívidas. Não é o ideal, para qualquer empresa, pegar empréstimos que não podem ser honrados ou, muito menos, atrasar o salário dos funcionários.

Então, para evitar riscos, o ideal é adotar um planejamento financeiro, que permite a um posto de combustíveis utilizar com mais eficiência os seguintes itens:

Quando se tem uma boa gestão das finanças, é possível estipular melhor um cronograma de ações a serem realizadas, como aquisições de mercadorias e manutenções nos tanques de armazenamento.

O planejamento financeiro também está relacionado com o modelo de regime tributário escolhido. No caso das empresas com receita bruta menor que R$ 3,6 milhões, o recomendado é optar pelo Simples Nacional. Para receitas maiores, uma boa alternativa é o Lucro Real, que se baseia no faturamento por mês ou trimestre, incidindo impostos apenas sobre o lucro. Nele, há incidência do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ), que é de 15%, e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL), que oscila de 9% a 12%.

Caso não haja lucro, o IRPJ e a CSLL não são cobrados. Os proprietários também devem estar atentos ao pagamento do PIS e da COFINS. Além disso, devem ter muito cuidado com a estruturação comercial e fiscal, importantes para mostrar como a organização está financeiramente.

5. Priorize a sustentabilidade

Você também pode contar com a colaboração dos funcionários para reduzir gastos. Uma opção interessante é promover ações com foco na preservação ambiental. Mostre como algumas práticas podem diminuir o consumo de água, energia, copos descartáveis, papel, entre outros itens.

6. Controle o estoque

Sem dúvida, é importante ter um cuidado especial com a qualidade e a quantidade de combustíveis. Contudo, é preciso verificar o estoque de outros itens que serão vendidos, como lubrificantes e óleos.

É prejuízo perder uma mercadoria, porque deixou de vendê-la no prazo permitido. Portanto, para evitar essa situação, o indicado é fazer uma promoção para atrair os consumidores. Ao optar por um software de gestão de estoque, um posto terá mais condições de controlar a entrada e a saída de produtos. Assim, será viável adquirir os itens necessários e oferecer preços mais competitivos ao consumidor além, é claro, de também ser uma prática para reduzir custos em postos de combustíveis.

7. Negocie bem com os fornecedores

Com certeza, é importante adquirir produtos de alta qualidade e com custo baixo para atrair o público. Se fizer isso, maiores serão as possibilidades de conquistar mais clientes. Então, ao provar ser um bom pagador, o empresário obtém a confiança dos fornecedores e isso contribui para negociar melhor as condições de pagamento em relação a valores e prazos.

E você, está preparado para reduzir custos em Postos?

Com um planejamento financeiro eficiente, você estará mais preparado para administrar as receitas e despesas e, assim, reduzir os custos em seus postos ficará mais fácil. Com isso, você pode aumentar o nível de satisfação dos clientes e enfrentar a concorrência.

Se você gostou do conteúdo e quer aprofundar seu conhecimento neste tema, baixe nosso Guia de Redução de Custos em Postos. Nele, compartilhamos mais dicas a respeito daquilo que você deve adotar para reduzir custos em seu posto para crescer o seu negócio. Clique agora no banner abaixo e baixe o material.


Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis