reduzir custos
Fidelização, Finanças em Postos de Combustíveis, Gestão

Dicas para cortar custos sem perder a qualidade em postos de combustíveis

Artigo escrito por Dawisson Lage
Por Dawisson Lage
Criado em 18/07/2017, atualizado em 19/03/2020

Crise econômica, concorrência acirrada e a necessidade de reduzir gastos para manter o negócio são fatores que exigem dos revendedores uma atenção especial para cortar custos.

A experiência para gerir as receitas e as despesas é um aspecto que influencia no desempenho de uma empresa. 

Se você está focado em fazer uma boa gestão de finanças, é interessante analisar as seis dicas que vamos apresentar neste post. Confira:

1. Tenha atenção com o fluxo de caixa

O primeiro passo para não perder o controle do orçamento é acompanhar devidamente o fluxo de caixa. Nenhum posto de combustíveis sobrevive caso não tenha o domínio dos recursos que entram e saem do caixa.

É essencial registrar os gastos fixos que englobam diversos itens, como:

  • Impostos.
  • Salários.
  • Contas de luz, água, internet.
  • Aluguel.
  • Encargos sociais.

2. Aposte na tecnologia para seu Posto

Gerenciar as despesas com planilhas de Excel é uma medida que deve ser evitada ao máximo. É alto o risco de preencher alguma informação errada ou de esquecer algum registro. Esses erros fazem com que o gerenciamento das finanças seja prejudicado.

Ao investir em um sistema de gestão financeira, o posto terá mais condições de verificar os gastos por período e por item (combustíveis, equipamentos etc.). Assim, é mais fácil avaliar como as despesas podem ser reduzidas e como utilizar o dinheiro para pagar as contas em dia.

3. Separe as contas pessoais das empresariais

Não é raro encontrar revendedores que usam os recursos financeiros do posto para pagar despesas pessoais. E isso afeta negativamente a gestão financeira do negócio.

Por exemplo, imagine que um posto de combustíveis reservou R$ 5 mil para investir em treinamentos para frentistas. Porém, um dos sócios resolveu pegar 30% desse dinheiro para quitar dívidas de cunho pessoal. Nesse caso, o estabelecimento não terá condições de investir como deveria para melhorar os serviços.

Isso vai fazer com que os empregados não tenham os recursos necessários para aprimorar os trabalhos, o que pode influenciar na qualidade do atendimento, na manutenção dos clientes e no crescimento das vendas.

Quando um revendedor usa o dinheiro do posto para pagar despesas pessoais, ele faz com que o posto tenha mais dificuldades para quitar os gastos fixos e os variáveis. Para um negócio ser bem-sucedido, é crucial ter um bom controle dos pagamentos.

4. Faça um planejamento financeiro

Em um momento de crise econômica, é necessário ter muita responsabilidade para não contrair dívidas. De que maneira você terá menos riscos de enfrentar esses problemas? Uma boa resposta é adotar um planejamento financeiro, que permita ao posto utilizar com mais eficiência os seguintes itens:

Com uma boa gestão das finanças, é possível estipular melhor um cronograma de ações a serem realizadas, como aquisições de mercadorias e manutenções nos tanques de armazenamento.

O planejamento financeiro também está relacionado ao modelo de regime tributário escolhido. No caso das empresas com receita bruta menor que R$ 3,6 milhões, o recomendado é optar pelo Simples Nacional.

Para outros empreendimentos, uma boa alternativa é o Lucro Real, que se baseia no faturamento por mês ou trimestre, incidindo impostos apenas sobre o lucro. Nele, há incidência do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ), que é de 15%, e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido, que oscila de 9% a 12%.

Caso não haja lucro, o IPRJ e a CSLL não são cobrados. Os proprietários também devem estar atentos ao pagamento do PIS e da COFINS

5. Priorize a sustentabilidade

Você também pode contar com a colaboração dos funcionários para reduzir despesas. Uma opção interessante para atingir essa meta é promover ações com foco na preservação ambiental.

Mostre aos funcionários como algumas práticas podem diminuir o consumo de água, energia, copos descartáveis, papel, entre outros itens

6. Controle o estoque

Sem dúvida, é importante ter um cuidado especial com a qualidade do combustível. Contudo, é preciso verificar o estoque de outros itens que serão vendidos, como lubrificantes e óleos.

Ao optar por um software de gestão de estoque, um posto terá mais condições de controlar a entrada e a saída de produtos. Assim, será viável adquirir os itens necessários e oferecer preços mais competitivos ao consumidor.

Aproveite estas dicas, implemente-as em seu Posto! 

redução de custos postos


Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis