Mangueira de abastecimento GNV conectada a um carro adaptado para receber o combustível.
Postos de Combustíveis

Posto GNV: como vender Gás Natural Veicular em seu posto?

Artigo escrito por Letícia Bessa
Por Letícia Bessa
Criado em 29/03/2022, atualizado em 04/01/2023

Se você quer aumentar as suas vendas, temos uma excelente notícia. Estamos falando da possibilidade de implementar um novo formato de abastecimento no seu Posto: o GNV (Gás Natural Veicular).

Com a frequente alta no preço dos combustíveis, o número de condutores que optou pela instalação do kit gás aumentou. Mas, como funciona esse mercado em expansão? O que fazer para ter um posto GNV? Continue lendo para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto e ganhar mais uma opção na busca pela fidelidade do seu cliente!

Navegue e aprenda mais sobre o posto GNV:

O que é o GNV?

Quem não sabe por que esta é uma alternativa para os motoristas que desejam economizar na hora de abastecer, ainda não conhece muito bem o GNV. Por isso, antes de revelar o que você precisa fazer para ter um posto GNV, vamos explicar do que se trata esse formato de abastecimento.

O GNV é a opção mais barata encontrada nas bombas de abastecimento, além de ser o combustível mais puro que existe. Dessa forma, em decorrência da alta nos preços da gasolina e do diesel, os motoristas adéquam os carros para o abastecimento com GNV no Brasil e, assim, poupar um dos gastos principais que temos no dia a dia.

Vale ressaltar que o GNV é encontrado nas mesmas jazidas de petróleo que a gasolina e o diesel. Depois, ele é enviado diretamente para as distribuidoras, o que reduz as chances de adulteração no combustível. Lembrando que a atenção deve ser redobrada com a qualidade desses produtos, a fim de não comprometer o veículo dos seus clientes.

E quais são os pontos positivos de oferecer o Gás Natural Veicular no seu posto de combustíveis?

Quais as vantagens do GNV?

Agora que já explicamos o que é GNV, vamos falar das vantagens de optar por esse formato de abastecimento. Como mencionamos, essa opção é a alternativa mais em conta para abastecer um veículo. Mas não para por aí!

O GNV também rende muito mais do que a gasolina e o diesel, o que proporciona uma grande economia para o consumidor. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Gás Canalizado (ABEGÁS), o GNV alcança uma economia 20% maior quando comparado com a gasolina e 50% em relação ao álcool.

A própria Associação destaca que o investimento realizado na instalação dos equipamentos nos carros pode ser recuperado em alguns meses, dependendo do fluxo de utilização do usuário, devido à economia gerada com o reabastecimento do veículo.

Então, o que o revendedor precisa para equipar o seu posto com o GNV e oferecer esse combustível para o sucesso dos seus clientes?

O que é preciso para ter um posto GNV?

Em primeiro lugar, você precisa descobrir, junto à prefeitura da sua cidade, se a concessionária estadual de gás atende a sua região. Se não houver gasoduto ou processos de expansão de rede na sua localidade, não se preocupe!

Você pode recorrer às carretas de gás natural comprimido, que consistem em gasodutos móveis, e atendem às regiões isoladas, sendo uma alternativa para quem desejar expandir os negócios. Mas os processos necessários para ter um posto GNV vão muito além!

Após verificar a questão da distribuidora, você deve procurar o Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente) da sua região para obter uma licença ambiental. Essa é a única forma de conseguir as outras três licenças necessárias para operar um posto GNV. São elas:

  • Licença Prévia;
  • Licença de Instalação;
  • Licença de Operação.

Mas, afinal, o que você deve fazer para obter cada uma dessas licenças? Siga a leitura e descubra todo o procedimento necessário!

Como conseguir as licenças para um posto GNV?

Licença Prévia

Para obter a Licença Prévia, você precisa seguir o passo a passo abaixo:

  • descrever a atividade pretendida em formulário ou requerimento específico;
  • apresentar uma cópia do CNPJ da empresa ou do CPF do requerente;
  • apresentar um mapa de localização do estabelecimento.

O mapa de localização do estabelecimento deve conter os seguintes dados:

  • planta do terreno, ou seja, a localização geográfica da área, com indicação de ruas e avenidas que ficam nas redondezas e acidentes geográficos da região, como rios e lagos;
  • planta do posto, ou seja, a área administrativa, com circulação de veículos, locais de abastecimento, armazenagem e instalações de geradores e equipamentos variados;
  • descrição da área na qual o estabelecimento se encontra (residencial, comercial ou industrial), se é próxima de escolas, hospitais, etc;
  • laudo técnico com fotos em diversos ângulos da área em questão, a fim de mostrar a vegetação encontrada no terreno. Esse laudo deve ser emitido por um profissional responsável: engenheiro, agrônomo, biólogo, etc;
  • declaração do Corpo de Bombeiros com aval para a abertura de um posto GNV.

Com esses documentos em mãos, basta ir até à prefeitura da sua cidade e dar entrada no processo. Você receberá uma declaração autorizando a abertura de um posto GNV na área em questão.

Licença de Instalação

A Licença de Instalação também é concedida pela prefeitura e autoriza o início das obras. Para obter essa licença, basta apresentar as garantias dos equipamentos que serão instalados no posto GNV.

Licença de Operação

Para obter a Licença de Operação, basta comunicar à ANP (Agência Nacional de Petróleo) a conclusão da obra, quando o posto GNV vai começar a operar e apresentar o alvará da prefeitura.

Segundo a Portaria ANP 32/2001, responsável por regulamentar a revenda de GNV, o pedido de registro deve seguir acompanhado dos documentos abaixo:

I – requerimento da interessada, conforme modelo estabelecido pela ANP;

II – ficha cadastral preenchida, conforme modelo estabelecido pela ANP;

III – cópia autenticada do estatuto ou contrato social registrado na Junta Comercial;

IV – cópia autenticada do cartão do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica CNPJ;

V – cópia autenticada do documento de inscrição estadual; e

VI – cópia autenticada do alvará de funcionamento, expedido pela prefeitura municipal.

Como adequar um veículo para receber GNV?

Os motoristas que desejam abastecer seus veículos com GNV devem fazer a adequação do automóvel. Nesse sentido, é preciso instalar o kit de gás, mas atenção: procure uma oficina especializada para realizar o serviço.

Quanto ao investimento, estima-se um custo em torno de 6 mil reais, mas garantimos que esse valor será recuperado em poucos meses. Afinal, como já explicamos, o GNV é a opção mais barata nas bombas de abastecimento e rende mais do que a gasolina e o diesel.

No entanto, antes de instalar o kit de gás, você precisa da autorização do Detran (Departamento de Trânsito) do seu estado. Após a instalação, basta fazer uma inspeção dos cilindros em algum local autorizado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Feito isso, caso o veículo seja aprovado na inspeção, o motorista recebe um certificado de segurança do órgão. Pronto!

A revenda do GNV é uma oportunidade para impulsionar a receita do seu estabelecimento.

A possibilidade de diversificar a oferta de combustível, cria alternativas para o revendedor explorar no seu posto e enriquecer os serviços disponíveis para os clientes. Por isso, é importante entender a natureza do GNV e quais são as licenças necessárias para que o estabelecimento opere nas normas da ANP para revender esse produto.

Se você gostou do nosso conteúdo sobre o posto GNV, continue navegando pelo blog para encontrar outros artigos úteis na rotina do revendedor. Confira também os recursos disponíveis do ClubPetro para acelerar os resultados dos postos de combustíveis.

Banner com degradê laranja e chamada para o contato com especialista do ClubPetro

Dúvidas frequentes sobre os postos GNV:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis