bico de abastecimento automático
revendedor, Equipe

7 dicas para frentistas não errarem mais nos abastecimentos

Artigo escrito por Ricardo Pires
Por Ricardo Pires
Criado em 04/03/2020, atualizado em 03/07/2020
Sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo?
Posto de combustíveis

No último post falei sobre as consequências dos erros de abastecimento. É costume colocarmos a culpa no frentista pela falta de atenção. Mas você já parou para pensar que poderia ter feito algo para minimizar isso e que mudanças estruturais pensadas no momento da montagem do posto ou na definição dos combustíveis por bomba, também poderiam evitar a maioria dos erros? 

Veja 7 dicas para frentistas não errarem mais nos abastecimentos, que aplico nos Postos Pires:

1- Posição dos bicos de gasolina: ao definir a disposição das bombas e bicos, é importante já pensar em como evitar problemas futuros, deixar as linhas de combustível em posições que minimizem isso. Nos meus postos, coloco os bicos de gasolina na posição contrária ao pilar da ilha de abastecimento, assim o frentista já sabe que o “bico do lado de fora” é de gasolina.

2- Capas: utilizar as capas coloridas dos bicos de acordo com a cor de identificação do produto no seu posto.

3- Mangueiras: utilizar mangueiras coloridas de acordo com a cor de identificação do produto no seu posto, caso não queira investir muito, deixar coloridas pelo menos as de Etanol e Diesel.

4- Separar o bico de Diesel: não colocar na mesma bomba de diesel os bicos de gasolina ou etanol, pois a troca desses produtos é de difícil reparo e, na maioria das vezes é necessário rebocar o veiculo do cliente para oficina.

5- Uso de vergalhão: O bico de combustível possui um orifício onde, normalmente, colocam cadeado. Se a bomba possuir o bico de diesel e também gasolina ou etanol, o ideal é colocar um pedaço de vergalhão fino no orifício do diesel. No momento do abastecimento, o frentista deve retirar esse vergalhão. Isso o ajuda a não abastecer com o produto errado. O diesel, em postos urbanos, tem movimento muito menor que os outros combustíveis, o que torna esta ação segura e sem atrapalhar o tempo do abastecimento.

6- Treinar o frentista: é dever do frentista confirmar com o cliente qual o combustível desejado.

7- Leitura na tampa: treinar o frentista a sempre ler, na tampa do tanque, os tipos de combustíveis aceitos pelo veículo.

Estas dicas para os frentistas são fáceis de implementar, agilizam o dia a dia da pista, além de diminuir a ocorrência de erros!


Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis