Técnico de lubrificação verificando o nível do produto em uma troca de óleo dentro do posto de combustível.
Revendedor, Postos de Combustíveis

Troca de óleo em postos de combustíveis: benefícios e cuidados para garantir a lucratividade

Artigo escrito por ClubPetro
Por ClubPetro
Criado em 12/09/2022, atualizado em 12/09/2022

Sabemos que a competição nos postos de combustíveis está se tornando mais acirrada a cada dia. Os empreendedores buscam formas de garantir a diferenciação para o concorrente e manter a presença do cliente no local. E um dos serviços que podem auxiliar nesse processo é o investimento em uma troca de óleo em postos.

Por isso, preparamos esse conteúdo para que o revendedor tenha uma noção completa dos benefícios e principais cuidados ao cogitar a montagem de uma troca de óleo no seu posto. Continue acompanhando para saber mais.

Navegue e conheça mais sobre a troca de óleo em postos:

Vale a pena ter uma troca de óleo no posto?

“Mas, afinal, por que montar uma troca de óleo no meu posto?”

Essa é uma dúvida que pode surgir na mente do empreendedor e podemos abordar alguns detalhes para ajudar a entender os possíveis benefícios.

Conforme orientado nos manuais dos proprietários, o ideal é que as trocas de óleo sejam feitas entre 5.000 km e 10.000 km rodados. Dessa forma, se estimarmos uma hipótese de que o seu posto possui um movimento de 2.000 veículos diariamente e cerca de 5% deles estejam no momento de realizar a troca, temos 100 potenciais clientes dispostos a adquirir o serviço e, por consequência, garantir retorno financeiro ao posto.

Somando ao fato de que os lubrificantes possuem uma margem de lucro superior à venda da gasolina, por exemplo, o serviço pode garantir rentabilidade para a operação. Assim, pode se tornar uma fonte sustentável para incrementar a arrecadação no posto.

Vamos nos aprofundar um pouco mais nos benefícios que uma troca de óleo pode trazer para os postos, além de ajudar a criar uma visão 360° das oportunidades para o revendedor interessado.

4 benefícios de ter a troca de óleo em postos de combustíveis

É possível destacar as principais vantagens de forma prática:

Diferencial competitivo

Como se trata de uma atividade extra, a instalação de uma troca de óleo no posto pode servir para diferenciar o seu estabelecimento da concorrência. Afinal, se a falta de oferta para a mudança dos lubrificantes for uma característica da região ao redor, o revendedor poderá explorar essa oportunidade a seu favor.

Por outro lado, também pode ser um serviço comum no local, o que mantém o seu posto um passo atrás dos demais. Dessa forma, pode ser necessário igualar a concorrência nas ofertas disponíveis para o cliente. Se combinada corretamente com outras possibilidades, é possível abrir um novo diferencial.

Serviços agregados

Puxando o gancho abordado acima, ao agregar novos serviços ou produtos a oferta da troca de óleo, o revendedor poderá extrair mais oportunidades junto aos seus clientes.

Por exemplo, a mudança do filtro de óleo é indicada para evitar a contaminação do novo lubrificante durante a troca. Logo, este pode ser um produto para agregar no posto.

A higienização de ar-condicionado ou do interior do carro, a troca de palhetas, dos extintores de incêndio e do fluido de freio são outros serviços possíveis de serem explorados para complementar o mix do posto.

Satisfação do cliente

Contar com uma variedade de ofertas é uma ferramenta importante na garantia de satisfação do cliente. Afinal, um estabelecimento com um conjunto de serviços bem completo pode representar comodidade e qualidade ao consumidor.

Consequentemente, um cliente satisfeito aumenta a sua presença no local, por dar preferência aos serviços disponíveis, além de contribuir com o famoso marketing “boca a boca” e fortalecer a imagem da sua marca.

Combinação de oportunidades

Por fim, você pode combinar outras ações do posto para criar uma proposta única de valor e atrair ainda mais os seus clientes.

Imagine que o seu posto conta com um programa de fidelidade estruturado para oferecer recompensas aos consumidores por cada abastecimento. A troca de óleo pode surgir como um benefício. Um exemplo prático: a cada 100 pontos por abastecer seu carro, você ganha direito a uma troca gratuita. Ou um desconto no serviço, a depender do que faz mais sentido para a estratégia do revendedor.

O importante é a oportunidade de gerar ações conjuntas para atrair e fidelizar o seu cliente com um mix de ofertas e o desenvolvimento de um “ecossistema” sustentável para elevar a lucratividade do seu posto.

Agora que você conferiu algumas vantagens em ter uma troca de óleo no posto de combustíveis, pode ter ficado interessado em contar com esse serviço. Por isso, separamos também alguns pontos de atenção para garantir um plano de negócios correto durante a implementação.

Cuidados ao instalar uma troca de óleo no posto

Para implementar uma troca de óleo em postos de combustíveis, é necessário investimento de maneira a garantir que o local atenda todos os requisitos esperados. Conheça mais a respeito desse e outros cuidados.

Espaço e equipamentos adequados

O revendedor deve ter atenção em observar o espaço físico adequado no posto para a troca de óleo. De forma a garantir que o local comporte um veículo, os equipamentos e os produtos armazenados, o ideal é que exista pelo menos 50m² para a implementação do serviço.

Por falar em equipamentos, é necessário ter a consciência do investimento e quantificar no plano de negócios o quanto será destinado para materiais essenciais, como o elevador e as ferramentas a serem utilizadas.

Os recursos financeiros direcionados para a troca de óleo também devem contemplar a reforma/construção na área escolhida. Afinal, existem características de adequações necessárias para a operação. Por exemplo, caso seja dispensado o uso do elevador para acesso à parte inferior dos veículos, será preciso a construção de uma vala que permita ao técnico essa possibilidade.

Para isso, a área deve ser reforçada de maneira a evitar a contaminação do solo com os lubrificantes que escorrerem, além de possuir grades para fechar a passagem e evitar acidentes enquanto não estiver em uso.

Outro ponto envolve o caso de o terreno possuir um lençol freático ativo que pode resultar em aumento na umidade. Como forma de evitar esse tipo de problema, será necessário fortificar a estrutura da vala.

Conformidade com legislações específicas

Para evitar problemas com a troca de óleo, o revendedor deve ter a garantia de conformidade com as leis aplicadas ao estabelecimento. Do contrário, uma alternativa de lucro pode se tornar um grande causador de prejuízo.

Por exemplo, a Resolução CONAMA nº 362 de 23/06/2005 dispõe sobre as regras de coleta, descarte e reciclagem dos óleos lubrificantes para a não contaminação do meio ambiente. É necessário que os processos sejam estabelecidos de forma que a destinação do óleo siga as diretrizes da lei.

Outro detalhe digno de importância é o adicional de periculosidade para o técnico de lubrificação, em virtude de a atividade ter potencial para afetar a saúde física do colaborador. Todos esses pontos precisam estar perfeitamente alinhados para evitar problemas futuros ao revendedor.

Equipe com amplo preparo técnico

Investir em treinamentos e especializações é um diferencial para garantir a satisfação do cliente. Afinal, erros de procedimentos ou atendimento rapidamente podem transformar um potencial defensor da marca em um detrator.

Para evitar esse tipo de acontecimento, é ideal que o técnico de lubrificação seja um especialista nas questões técnicas e operacionais. Dessa forma, não será pego de surpresa por qualquer situação ou questão levantada pelo cliente.

Porém, não devemos esquecer do investimento no frentista. Ele é o responsável pelo primeiro contato com o consumidor na pista. Sem um atendimento de excelência e a qualidade na venda para fazer a oferta do serviço, o cliente não vai saber dessa atividade e, muitas vezes, sairá do posto sem ter conhecimento.

Gestão de dados

Por fim, não adianta preparar todo o terreno e a equipe, mas não acompanhar os dados responsáveis por traduzir ou não o sucesso do serviço.

O revendedor deve contar com uma ferramenta capaz de abastecer a sua gestão com essas informações e permitir conferir os resultados da troca de óleo, como a venda de lubrificantes e acessórios agregados.

No ClubPetro, podemos citar soluções como o Analytics – responsável por trazer dados de vendas em tempo real sobre o posto, indicadores de funcionários e metas, Ticket Médio e dados dos programas de fidelidade – e a ferramenta de Gestão de Metas.

A troca de óleo pode ser um diferencial forte a favor do seu posto de combustíveis

Se implementada com planejamento adequado e investimento preciso, a troca de óleo em seu posto vai agregar no mix de produtos e na oferta de serviços à disposição do seu cliente.

Vimos alguns benefícios, como o aumento do lucro no posto, o reforço na satisfação do cliente, a combinação com programas de fidelidade para diversificar o portfólio de atividades oferecidas no estabelecimento, entre outros pontos positivos.

Navegue pelo blog do ClubPetro para mais conteúdos voltados para o mercado de revenda. Ou, se preferir conhecer mais a respeito das ferramentas para gestão de dados apresentadas no texto:

Banner com degradê laranja e chamada para o contato com especialista do ClubPetro

Dúvidas Frequentes sobre a troca de óleo em postos de combustíveis


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao se cadastrar você aceita receber os conteúdos do ClubPetro e compreende que pode se descadastrar a qualquer momento.

Posto de combustíveis